Diferenças entre FL e Al-Mustaqbal, em quase todas as questões

A aliança entre o Presidente Saad Hariri e Dr. Samir Geagea está no seu nível mais baixo desde 2005, divergências acumuladas ao longo dos anos culminou este ano.

A nova lei eleitoral: o caso foi aberto há três anos, agravou uma primeira divergência de interesses entre Al-Mustaqbal e as Forças Libanesas (LF). O partido de Hariri foi pego de surpresa pela adesão da FL do projeto de lei eleitoral ortodoxo proposto pelo general Michel Aoun, um projeto que foi o primeiro e único fruto de encontros promovidos pelo Patriarca Bechara Rai, que dedicou à reconciliação maronita entre os quatro pólos. A atitude do FL, foi mal recebida pelo Al-Mustaqbal que o considerou favorável para Hezbollah, de uma forma ou de outra, esta divergência foi finalmente contornado quando a FL retirou o apoio a lei eleitoral ortodoxos. Um acordo entre Al-Mustaqba e o Partido Socialista Progressivo (PSP) apresentarão uma fórmula mista, que prevê uma eleição de 68 deputados por maioria de votos e 60 por representação proporcional.
Outra área de divergência, o Presidencial, que teve uma mudança súbita e fundamental com o abandono por parte do candidato do Al-Mustaqbal, Geagea em favor do candidato Franjieh, na sequência de um acordo bilateral com o último. Esta mudança causou um choque com o chefe FL, sabendo que o acordo foi selado em Paris sem qualquer coordenação, especialmente uma vez que dá a Presidência para o polo 8 de março, e em especial Franjieh que é o oponente mais duro da FL; a resposta do Dr. Geagea não demorou muito, causando surpresa e consternação no circulo haririens , ele tomou a iniciativa de promover a candidatura de seu “concorrente”, o general Aoun à presidência. Este desenvolvimento foi suficiente para alterar a ordem das cartas presidenciais através da emergência de um “bloco Christian” barrando o caminho do Frangieh para Baabda, foi o que eliminou o plano desenvolvido pelo ex-primeiro-ministro. Um plano que previa dois sentidos: Franjieh em Baabda e Hariri em Saraia.
Finalmente, as eleições municipais aprofundou a crise de confiança e terminou em uma troca de acusações. Em Beirute, o Al-Mustaqbal, acusou a FL em não fazer muitos esforços para apoiar a lista de que formaram parte. No entanto, aponta Maarab do que o partido azul trabalhou contra a LF em mais de uma região (em Zahle com Myriam Skaff, Kobayate com Hadi Hobeiche, em Tannourine com Boutros Harb e até mesmo Becharre). Importância das eleições Municipal reside no fato de que eles dão uma primeira indicação de como seria a futuro relacionamento entre as duas partes nas próximas eleições.
Entretanto, é claro que o Al-Mustaqbal como FL vão trabalhar para reduzir a tensão entre ambos, mesmo que se exige a publicação de uma ordem interna por Geagea em que ele pedirá a todos os executivos de FL para que parem os ataques e as criticas dirigidas a Al-Moustaqbal e para reafirmar a importância da relação bilateral e a dimensão estratégica no quadro da coligação de 14 de Março. Nós reconhecemos a existência de diferenças, mas há também uma vontade e capacidade para “organizar essas diferenças” para evitar o “break”. Mas, apesar destas garantias, a relação FL Al-Mustaqbal passa por uma fase delicada. O destino deste relacionamento depende de duas linhas de tempo paralelas:
♦ A eleição presidencial com duas possibilidades: em primeiro lugar, o Hariri renúncia do candidato Franjieh em favor de um presidente consensual, Dr. Geagea deixará o general Aoun? Em segundo lugar, o apoio do Hariri à Aoun, Será suficiente para normalizar as relações entre as duas partes?
♦ Os acontecimentos políticos e as mudanças de decisões sofridas pelos dois polos (8 e 14 de Março), possibilitam à conclusão de novas alianças. Se Hariri romper com Geagea e substituí-lo por novos aliados (Franjieh e Skaff) e também ex-(Kataeb e independente), o líder da FL também tem substituições, não é apenas com o novo aliado o general Aoun, podendo se infiltrar na cena Sunita através de um possível aliado… Ashraf Rifi!.

Previous post Bahrain Revokes Citizenship of Top Shiite Cleric
Next post Na Arábia Saudita, a raiva está se formando contra a Saudi Oger
%d bloggers like this: